Mostrar mensagens com a etiqueta Casos reais. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Casos reais. Mostrar todas as mensagens

22 novembro, 2017

FAZER ESCOLHAS NA VIDA #SER SAUDÁVEL E FELIZ

Hoje quero-vos trazer um pouco de uma experiência que me atingiu, a mim e principalmente alguém do meu circulo de amigas. Todas nós temos aquela amiga que fala dia após dia fala em querer perder peso, tirar aquele excesso aqui e ali. E tentamos também dia após dia ajudar e por vezes nada conseguimos. Mas o que vos venho falar não é de um insucesso, pois se fosse era melhor não falar.
2016
Esta minha amiga certo dia confessou-me que gostava de perder peso e perder alguma gordura que pudesse estar em excesso, para ela própria se sentir melhor com o seu próprio corpo, porque sempre teve o sonho de se olhar ao espelho e ter orgulho no que via.
Sempre a incentivei a mudar, disse-lhe inúmeras vezes que o primeiro passo é começar e o segundo continuar e ela tomou a opção, e começou.
Quis mudar hábitos alimentares, ao que a ajudei a escolher os alimentos e as refeições, para que fossem equilibradas e indicadas para o que pretendia, exercício físico três a quatro vezes por semana consoante a disponibilidade. Em termos de suplementação não está a tomar nada, mas durante dois meses tomou um drenante (X6 Drainer).
Fiquei contente e orgulhosa por saber por ela que o que a motivava era eu, por ter dois filhos e ter conseguido pôr-me em forma e que por sua vez o eu andar sempre atenta a ela que lhe deu força para continuar em frente.
Conseguimos passar de 75 kg para 68kg sendo o ideal 58kg.
O caminho tem sido difícil, mas a força de vontade desta minha amiga não desvaneceu e como tal faz dela um exemplo de determinação, podem dizer que 7Kg não é nada, mas é, por vezes até 1kg é o maior desafio que alguns enfrentam e devemos tomar cada kg a menos cada centímetro a menos como uma meta que foi ultrapassada, porque basta a determinação de uma pessoa para conseguirmos subir á mais alta das montanhas. A vocês ai fora que querem o corpo com que sonham, não digam que estão a pensar em sair do sofá e fazer…façam, saiam do sofá, agora mesmo (quando acabarem de ler), mas vão, andem, corram, saltem, mas mexam-se metam um objectivo em mente e só parem quando o alcançarem.
A minha amiga tem estado a conseguir como vocês e mesmo eu consigo, basta metermos a ideia na cabeça e levantar o rabo do sofá.

2017


"Não esperem a montanha vir até vós, vão lá e mostrem do que são capazes."


06 novembro, 2017

A VIDA NEM SEMPRE É BELA...


A vida não é bela como dizem, não é um mar de rosas como por vezes tentamos fazer crer, é feita de altos e baixos, feita de sorrisos e lágrimas, alegrias e tristezas, eu como todos nós não sou imune a isso.
Tem sido um ano duro, começou como sendo a salvação depois de 2016, mas não, quando tudo parecia caminhar para um prado florido, a vida tomou as rédeas e mostrou-me que num ápice tudo pode mudar.
Tudo parecia bem, treinos certos, alimentação equilibrada com nutrição correta, carta de condução e alegria no trabalho, mas motivada por tudo que por vezes faltava decidi encontrar outro emprego, em que a minha recém tirada carta seria colocada á prova. Tomei isso como um acto de audácia da minha parte…uma aventura. Mas fui. Com o sacrifício da minha vida pessoal, deixei de ter tempo, deixei de estar em casa em família para partir para um segundo emprego no qual não tinha experiencia. Mas fui.
Passei os dias apenas a trabalhar, de manhã á noite, quando não estava num estava no outro, pouco treinava e a alimentação começou a não ser a mais correta. Treinava por vezes quando saia durante uma hora, no entanto o rendimento não seria o melhor, pois estava cansada.
Muitas vezes pensei para mim se valeria a pena, mas continuei.
Claro que a vida não poderia sorrir por completo, e de repente a minha mãe adoece com um problema de saúde que me obrigou a abrandar o passo, foi um choque, um murro no estômago quando o que mais precisava era de paz.
Em adição a este problema a fase de pré-adolescência da minha filha não terá começado da melhor forma, mostrando por vezes revolta e sendo demasiado complicada.
Tudo isto se tornou um pesadelo completo numa fase em que me
encontrava sozinha, após a separação, foi tudo a baixo, tudo o que tinha conseguido erguer, toda a boa disposição, todos os objectivos físicos e mentais, tudo o que antes me havia custado a conseguir foi tudo por agua abaixo.
Mas sentei-me, e em vez de olhar em frente e ver uma estrada sem saída decidi olhar para dentro, e apesar de me sentir presa num poço reparei que ao estar no fundo de um poço, mais não se pode descer e decidi subir. Ao subir notei que nada neste mundo é garantido e se querem algo na vida precisam de gastar o vosso suor, precisam de dar uma parte de vós para poderem sair do “poço”.
A vida é cruel, sim é, ela agarra-vos e dar-vos-á alegrias, mas quando pode, transforma-se num lobo e morde-vos, rasga-vos a alma até vocês não conseguirem mais.
Mas tudo parte de vocês, subam o poço, gostem de vocês, estabeleçam objetivos e só parem quando lá chegarem, subam o poço com um sorriso na cara. Não me tem sido fácil subir, mas tenho subido apoiada pelo estado de espirito que me tem preenchido.

Resumindo, sorriam mesmo quando a vida não vos sorri de volta, agradeçam por poderem aprender com todas as coisas más que acontecem, mas principalmente, não se fiquem… subam o poço, agarrem-se a vida e objectivos, é duro e vão precisar do maior esforço, mas quando lá chegarem a cima verão que após superarem as dificuldades darão mais valor a vocês e á vida.


03 outubro, 2016

FAZER ESCOLHAS NA VIDA #SER SAUDÁVEL E FELIZ

Hoje trago-vos um uma história de uma amiga minha. A Marta tem 39 anos e cansou-se de ser gorda, de chorar cada vez que ia ás lojas de roupa, de se sentir mal com ela própria. Perdeu no total 16 quilos, sozinha tomou esta iniciativa. Espero que gostem e que sirva de exemplo e motivação por muito duro que seja não desistam daquilo que querem, porque nada é impossível.




1.Quando decidiste que era altura de mudar?
Quando já tinha perdido a vontade de fazer tudo o que mais gostava e quando já nem suportava olhar me no espelho e como era fim do ano, achei que era altura de deixar passar as festas, natal e passagem de ano e como revolução de ano novo começar a cuidar de mim. A minha irmã oferece me um bikini que trouxe do Brasil, pequeno como eu sempre gostei mas já não vestia a anos..
Lindo por sinal... eu senti que se não o vestisse este ano, não o vestiria nunca porque a idade também já não abona muito a favor.. ( quase 40)..
Chegou janeiro e eu fui adiando para amanha... ( o amanha estava difícil de chegar). Ate que uma amiga me disse em forma de afirmação imperativa: amanhã quero te aqui as 9h para irmos fazer TRX. Eu que até tinha vontade de experimentar mas arranjava sempre uma desculpa ou tenho trabalho ou estou doente ou tenho não sei o que para fazer... naquele dia ela não permitiu desculpas.... e respondeu me que se eu precisasse depois me ajudava... e assim foi começou a minha cruzada contra aos muitos kg que tinha a mais...

2.Que alimentos eliminaste da tua alimentação?
Eliminei tudo o que era fritos, guisados, salgadinhos, bolos, bolachas, e pão, e refrigerantes. Passei a comer só pão de cereais de manhã, sopa, legumes e
saladas. E a obrigar- me a beber muita agua e chás... Eliminei o hábito de jantar tarde e ir logo para o sofá. Passei a comer mais fruta, e sopa a obrigar- me a beber mais água ( coisa que bebia muito pouco). As principais refeições comia carne ou peixe grelhado acompanhando com saladas...e reduzi nas quantidades. Nos primeiros dias ficava cheia de fome e apetecia me atacar tudo o que encontrasse... mas como tinha deixado de comprar guloseimas para casa.. mesmo que me apetece se não tinha acesso facilitado...
E fui evitando as jantaradas e petiscadas com os amigos, ou se estivesse presente afastava me o mais possível da comida...

3.O que ainda hoje não consegues resistir?
Hoje consigo resistir a tudo porque optei por arranjar um dia onde me estrago e como
o k me apetece... No dia a seguir dou no duro no treino... mas a bem da verdade

passados 9 meses já nem me apetece assim tanta porcaria....

4.Tiveste vontade de desistir?Porque?
Tive vontade de desistir todos os dias durante os primeiros 2 meses.. porque o esforço era tão grande as dores eram tantas e a balança não mostrava alteração no número que mostrava... saia de cima dela com as lágrimas nos olhos a pensar: não vale a pena, este sacrifício não vale a pena... tenho de me mentalizar que vou ser gorda o resto da minha vida....

5.Que modalidades começaste a fazer?
Comecei por fazer trx 1 ve por semana e caminhada 5 x por semana. Ao fim de 2 meses comecei a fazer hidrobike e entrei para um ginásio onde fazia maioritariamente trabalho de cardio. O que mais gosto de fazer...

6.O que te deixou com mais vontade de continuares a emagrecer?
Eu bebo e sempre bebi muito café e sempre com açúcar. Nos primeiros dias era horrível... mas como sempre ouvi dizer que nos habituamos eu insisti... e assim foi.. fui juntando os pacotes de açúcar na mala e quando os contei ao fim de um mês e pouco tinha mais de 150 pacotes de açúcar em casa.... Numa simples mudança de hábito fez diferenças... Em média fui perdendo 1 kg por mês o que me deixou bastante contente.
Quando comecei a ouvir comentários que estava mais magra e quando comecei a caber dentro da roupa dos tempos da faculdade. Coisa que muita gente disse que eu nunca mais a iria vestir... eu como sou do contra tive de lhes mostrar que sim afinal voltei a caber....

7.Que dicas dás as pessoas que estão a tentar ter uma vida mais saudável?
Os conselhos são básicos e aplicam se a tudo de uma forma
geral.. mais vale tarde que nunca.....Se deixarmos de cuidar de nós ninguém vai cuidar... e que
somos capazes de tudo, basta querer e lutar com unhas e dentes por aquilo em que acreditamos que nos faz mais felizes!!!